Início 

Banner>Inspirações

Conheça o Conceito de Green Buildings e Veja Como Aplicá-lo nos seus Projetos

PROFATTO

Loja especializada em obras de alto padrão

Conheça o Conceito de Green Buildings e Veja Como Aplicá-lo nos seus Projetos

Nosso planeta está pedindo socorro e, por isso, tornou-se fundamental a busca pela sustentabilidade. Todo o mercado tem buscado tomar iniciativas que fomentem essa ideia e não seria diferente, é claro, na área da construção civil. O conceito de Green Buildings surge, dentro desse cenário, como uma alternativa para diminuir o impacto negativo das construções para o meio ambiente. 

Para entender mais sobre esse conceito e saber como aplicá-lo, continue lendo este artigo.

O que é Green Building

O conceito, está relacionado à construção de edifícios planejados para causar o menor impacto ambiental possível. Desde o desenho do projeto até após a sua entrega. Para que as edificações se enquadrem nesse conceito, portanto, é necessário que todas as etapas levem em consideração as diretrizes da sustentabilidade desde a escolha do local até a administração dos recursos envolvidos na construção e, é claro, o resultado final da obra.

As construções Green Building, precisam funcionar com o máximo de eficiência, levando em consideração o local em que estão inseridas. Cuidando para preservar a qualidade de vida dos moradores da região e, se possível, melhorá-la, utilizando, por exemplo, fontes energéticas renováveis e emitindo menos gases do efeito estufa.

Como aplicar o conceito de Green Building em projetos

O Fórum Econômico Mundial de 2021 estabeleceu princípios que devem orientar a elaboração de novos projetos de construção civil para que eles consigam atender às novas demandas de sustentabilidade. Conheça alguns desses princípios:

Maximizar as ações para redução de carbono no empreendimento

Para reduzir a pegada de carbono na construção civil deve-se priorizar a utilização de materiais naturais, que sejam facilmente assimilados pelo meio ambiente. Terra, bambu, madeira e areia são algumas das opções. 

É importante saber que o aço, o cal e o cimento são os materiais de construção que mais emitem gases de efeito estufa e, por isso, devem ser evitados ao máximo. Além disso, a preferência por produtos regionais minimiza a emissão de poluentes envolvida no transporte.

A compensação de  eventuais emissões de carbono também é essencial. Ao pesquisar  por Green Buildings no Google Imagens é possível encontrar imagens de prédios com muita área verde. Os chamados jardins verticais ajudam bastante a reduzir a pegada de carbono das construções, além de trazer a natureza para muito mais perto e aumentar o bem-estar dos frequentadores da região.

Buscar a inovação no campo da energia

A inovação no ramo de energia é uma necessidade latente, tanto no que diz respeito à produção quanto ao consumo. 

A construção de centrais de geração de energia nos empreendimentos é muito recomendada, assim como a busca por uma produção externa  limpa e renovável. 

Manter-se alinhado com parceiros e fornecedores

É impossível buscar um projeto sustentável e manter parceiros e fornecedores que não se importam com isso. É preciso estabelecer o diálogo sobre esse assunto, cobrar iniciativas e garantir que toda a cadeia de produção envolvida no empreendimento esteja alinhada com as tendências de sustentabilidade.

Ainda como forma de estar alinhado a essas diretrizes, é interessante buscar, no projeto:

  • a priorização da iluminação natural e do conforto térmico que, por si só, reduzem o consumo de energia elétrica;
  • a possibilidade de captação de água da chuva;
  • o direcionamento cuidadoso dos resíduos da obra, para que eles sejam reaproveitados em outros empreendimentos ou sejam utilizados em processos de reciclagem ou compostagem.

Conheça as certificações que comprovam uma construção verde

Existem selos e certificações que comprovam que uma construção é sustentável e pode ser categorizada como Green Building. Conheça dois deles:

Certificação LEED

A mais famosa entre essas certificações, a LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) foi criada nos Estados Unidos no ano 2000 e oferece quatro diferentes tipos de selo de acordo com a pontuação do empreendimento em uma escala que avalia critérios de sustentabilidade. 

Essa escala vai de 0 a 110 pontos e para receber a certificação o edifício deve atingir a marca mínima de 40 pontos. 

Certificação AQUA-HQE

A certificação AQUA-HQE foi lançada no Brasil em 2008 e avalia aspectos como:

  • a gestão e a preservação de energia e de recursos durante a construção e a operação do edifício;
  • a redução de emissão de poluentes e da geração de resíduos sólidos;
  • o conforto e a saúde de todos os envolvidos na construção e na operação do edifício.

Para essa certificação não existe uma escala de pontuação, e sim três classificações possíveis: base, boas práticas e melhores práticas. 

Se você chegou até o final deste artigo, é sinal de que se interessa pela pauta da sustentabilidade e busca alinhar cada vez mais os seus projetos a essa que é muito mais do que uma tendência, é uma necessidade. Então, aproveite para ler, também, nosso texto sobre piso sustentável e entender mais sobre o assunto.  

Fonte: https://www.durafloor.com.br/blog/conheca-o-conceito-de-green-buildings/

COMPARTILHE

× Como posso te ajudar?